Mercado

Negociação conjunta ajuda produtores a economizar

 

postado em 29/04/2009 | Há 8 anos

29/04/2009 - Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios

 
29/04/2009 16:04:05 - Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios
A união de duas centrais de negócios no Sul de Minas gerou uma economia de mais de R$ 1 milhão na aquisição de insumos para produtores de leite e café. A experiência de negociação conjunta é pioneira no Estado e envolveu 22 cooperativas apoiadas pelo Sebrae em Minas e ligadas à  Cooperativa Central dos Cafeicutores e Agropecuaristas de Minas Gerais (Coccamig) e à  Associação das Cooperativas do Sudoeste Mineiro (Minasleite).
A compra de mais de 900 mil doses de vacinas antiaftosa e 100 mil de antirrábica foi feita com nove fornecedores. O maior volume possibilitou uma redução de 8% dos custos para os produtores.

Para o engenheiro agrônomo da Coccamig, Rafael Siqueira, a compra beneficiou os produtores dos dois segmentos. "Grande parte dos produtores de café também criam gado. Isso favoreceu a aquisição de produtos mais baratos", explica.

Satisfeitos com as compras, os produtores já pensam em novas aquisições. "Economizamos R$ 4 mil na compra de 45 mil doses de vacina antiaftosa e de 5 mil doses de antirrábica. Foi um ótimo negócio que queremos repetir na compra de outros produtos", diz José Márcio Lourenço, gerente de compras da Cooperativa dos Produtores Rurais de Cássia.

Crescimento
Apesar de serem novas no Brasil, as centrais de negócios vêm ganhando adeptos em tempos de concorrência acirrada. Em 2005 eram 257 centrais. Hoje este número chega a 841 e representa cerca de 4% do Produto Interno Bruto brasileiro. Em Minas Gerais, existem mais de 24 centrais de negócios de vários segmentos da indústria, comércio, agronegócio e artesanato.

Entre as vantagens das centrais de negócios está o custo reduzido da compra e venda conjuntas, ampliação de negócios com a criação de centrais de compras, construção de depósitos de distribuição, capacitação dos colaboradores, criação de produtos e expansão da carteira de clientes.
 

 

Veja tambÉm: