Mercado

CRISE NO SETOR CAFEEIRO VAI SER TEMA DE AUDIÊNCIA CONJUNTA

 

postado em 13/03/2009 | Há 8 anos

A Comissão de Turismo, Indústria, Comércio e Cooperativismo da ALMG (Assembleia Legislativa de Minas Gerais) deve discutir, em audiência pública conjunta com a Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial, os efeitos da crise econômica mundial na cadeia de produção do café. O requerimento, aprovado pela Comissão de Turismo na quinta-feira (12), foi motivado pela preocupação dos deputados com as dificuldades que os produtores têm enfrentado devido aos altos custos de produção e ao baixo preço do produto no mercado.

Segundo informações da Gerência de Jornalismo da ALMG, o deputado Antônio Carlos Arantes  levantou a preocupação em relação ao setor, que está sofrendo crescentes perdas em razão da crise econômica. De acordo com ele, em Minas Gerais são mais de 100 mil produtores, que movimentam 20 milhões de sacas de café por ano. O Estado é responsável por 50% da produção nacional, gerando quase 4 milhões de empregos diretos e indiretos. Ainda conforme o parlamentar, os custos de produção subiram acima de 500% nos últimos 15 anos, o que endividou os produtores.

Arantes informou que, na próxima segunda-feira (16), acontece, em Varginha (MG), o “Movimento SOS Cafeicultura”, a partir das 10 horas, que vai contar com a presença de cafeicultores, associações comerciais e lideranças políticas. O deputado vai representar a Assembleia Legislativa de Minas Gerais durante o evento. “A Comissão de Turismo deve estar presente nessa discussão, pois o cooperativismo é uma das questões de sua competência”, comentou.

O deputado Braulio Braz apontou como uma possível saída a redução de impostos de modo a desonerar a produção. O presidente da comissão, deputado Tenente Lúcio (PDT), disse que o grupo estará "de braços abertos para ajudar".

Escrito por Paulo André (PA)

 

Veja tambÉm: