Mercado

LEILÃO DOS ESTOQUES PÚBLICOS TEVE PREÇO MÁXIMO DE R$ 233,33 POR SACA

 

postado em 20/02/2009 | Há 8 anos

Escrito por Paulo André (PA) / Blog do Café

Conforme anunciado na semana passada pelo BLOG DO CAFÉ, realizou-se, ontem, leilão dos estoques públicos. Porém, diferentemente de informações divulgadas pela assessoria de imprensa da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a oferta não foi de 74.850 sacas de 60 kg, mas, sim, de aproximadamente 78.365 sacas (4.701.901 kg), assim como o preço de abertura não foi o de R$ 222,00 por saca, como anunciado pela estatal, mas o de R$ 225,00 (R$ 3,75 por kg).

Ao término do pregão, registrou-se o arremate de 90,05% (4.234.001 kg ou cerca de 70.567 sacas) da oferta total, de maneira que o preço mínimo pago foi de R$ 225,00 por saca, o máximo de R$ 233,33, (R$ 3,8888 por kg) enquanto a média simples ficou em R$ 227,38 por saca (R$ 3,7897 por kg). A arrecadação desse leilão totalizou R$ 16.045.541,77.

Como esse café ofertado é referente aos contratos de Opção de Venda ao Governo Federal, lançados em 2003 por meio de três leilões (dias 11, 18 e 26 de junho daquele ano), as lideranças do setor produtor protestaram contra a realização do leilão, pois, entre outras coisas, o produto, com “qualidade muito boa” (tipo 6, bebida dura para melhor), foi vendido, no máximo, por R$ 233,33 no leilão, ao passo que, atualmente, o próprio mercado paga em torno de R$ 265.

O BLOG DO CAFÉ está entrando em contato com lideranças do setor para registrar, ainda hoje, as opiniões sobre a realização desse leilão dos estoques públicos referentes aos contratos de opções públicas.

 

Escrito por Paulo André (PA)

 

Veja tambÉm: