Consumo

Azeitona com sabor a café

 

postado em 10/09/2007 | Há 10 anos

O Primeiro de Janeiro

Campo Maior: Novidade foi apresentada na Feira Nacional de Olivicultura

Em finais de Setembro vai ser lançada no mercado uma azeitona de mesa com sabor a café. Esta novidade é da autoria de uma empresa de Campo maior, e foi apresentada ontem na Feira Nacional de Olivicultura, que decorre até amanhã naquela cidade.

Uma empresa de Campo Maior, no Alentejo, vai lançar no mercado, em finais de Setembro, azeitona de mesa com sabor a café, um produto inovador que procura aliar as duas principais actividades económicas da zona.

A marca “Azeitonas Café de Campo Maior” constitui um produto inovador, com características organolépticas que vão “surpreender os apreciadores de azeitonas e de café”, garantiu ontem à agência Lusa o responsável técnico da empresa, Mário Bernardo.

A apresentação do produto, a cargo da empresa Azeitonas e Azeite Gralha, vai ser feita durante a Feira Nacional de Olivicultura, que começou ontem em Campo Maior.

Mário Bernardo explicou que já foi produzida uma pequena quantidade de azeitona de mesa com sabor a café, mas ainda sem entrar no circuito de comercialização.

A empresa prevê iniciar a produção própria de azeitona de conserva, em “velocidade de cruzeiro”, dentro de poucas semanas, lançando no mercado azeitona com sabor a café e com sabores a ervas aromáticas. “No final de Setembro, teremos azeitona em condições de ir para o mercado”, assegurou o responsável técnico da empresa, prometendo uma produção de 200 toneladas, na primeira campanha.

Até agora, a Azeitonas e Azeite Gralha funcionava como uma unidade ajuntadora de azeitona, que comprava aos olivicultores e vendia para produtores de azeite e fábricas de conserva de azeitona. “A intenção de criar este produto foi a de casar a olivicultura com o café, aliando as duas principais actividades económicas do concelho”, justificou.

A região de Campo Maior é conhecida pelas suas fábricas de café, sendo ainda a principal zona do país em termos de produção de azeitona de mesa.

De acordo com o responsável da empresa, o novo produto surgiu através de adicionamento de café na azeitona de conserva, com uma formulação desenvolvida pela empresa, que considera ser “um segredo industrial”. A azeitona de conserva é temperada habitualmente com ervas aromáticas, sobretudo orégãos.

Na Feira Nacional de Olivicultura, aberta até amanhã, a empresa vai apresentar vários tipos de azeitona de mesa, um dos quais com sabor a café.

64 expositores

A feira conta com 64 expositores portugueses e espanhóis, num concelho em que o sector constitui uma das principais actividades económicas. Em declarações à agência Lusa, o vereador do município de Campo Maior, João Muacho, explicou que cerca de 90 por cento dos expositores dos dois países integram a temática do certame, aberto até amanhã. A zona de Campo Maior é a principal do país em termos de produção de azeitona de mesa. A Associação de Olivicultores da Região de Elvas, que integra a comissão organizadora do certame, uma das principais do país neste sector, tem cerca de 1700 associados e abrange uma área de 25 mil hectares de olival.

O presidente da Câmara Municipal de Campo Maior, João Burrica, destacou o contributo do certame para a promoção do sector olivícola do Alentejo”.


O programa para domingo prevê a divulgação dos resultados e atribuídos os prémios do Concurso Nacional do Azeite, com duas categorias diferentes, produtores e embaladores. A organização promove o concurso com a intenção de contribuir para a divulgação do conhecimento, a diferentes níveis, dos melhores azeites de Portugal, concorrendo apenas azeite virgem extra. As jornadas técnicas, marcadas para sábado, vão contar com a participação de especialistas portugueses e estrangeiros e pretendem contribuir para a reflexão e debate em torno da olivicultura. Os olivicultores têm à sua disposição, nas jornadas técnicas, informação actualizada sobre as novas técnicas de produção e as inovações tecnológicas. O certame, que inclui alguns expositores da área do artesanato, conta ainda com um espaço dedicado à gastronomia.
 

 

Veja tambÉm: