Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ N.Y. fechou a segunda-feira praticamente inalterada

A bolsa de N.Y. fechou a segunda-feira praticamente inalterada, a posição dezembro oscilou entre a mínima de -0,90 pontos e máxima de +0,60 fechando com +0,05 pts.

 

postado em 14/11/2017 | Há 6 dias

MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.  
Sul de Minas R$ 465,00 R$ 445,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 465,00 R$ 445,00 Dezembro/2017 127,60 +0,05
Alta Paulista/Paranaense R$ 455,00 R$ 435,00 Março/2018 130,75 -0,15
Cerrado R$ 470,00 R$ 450,00 Maio/2018 133,05 -0,10
Bahiano R$ 455,00 R$ 435,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Futuro 2018 - 6/7 15%cat R$ 475,00 R$ 465,00 Dezembro/2017 155,75 -0,50
Futuro 2019 - 6/7 15%cat R$ 535,00 R$ 525,00 Março/2018 160,90 -0,05
Dólar Comercial: R$ 3,2990      

O dólar comercial fechou em alta de 0,55%, cotado a R$ 3,2990. Investidores seguem atentos às negociações do governo para tentar obter apoio para votar uma reforma da Previdência mais enxuta. O Congresso Nacional, no entanto, deve trabalhar pouco nesta semana, marcada pelo feriado da Proclamação da República no dia 15. O calendário apertado para votações até o fim do ano ainda contempla outras pautas importantes para o governo, sobretudo em relação ao Orçamento de 2018, o que pode deixar o processo de convencimento do governo junto a parlamentares ainda mais sensível.

O boletim da Somar Meteorologia indica tempo seco e com grande amplitude térmica na maior parte das áreas produtoras até a quarta-feira. Na segunda metade da semana, uma frente fria trará chuva ao Paraná, São Paulo e sul de Minas Gerais.   No último decêndio de novembro, a chuva permanecerá sobre a maior parte das áreas produtoras com acumulado de pelo menos 70 milímetros no Paraná, São Paulo, Minas Gerais e sul do Espírito Santo.

As exportações de países produtores de café no mundo bateram recorde no ano cafeeiro 2016/17 ao atingirem volume total de 122,45 milhões de sacas, o que representou crescimento de 4,8% em relação ao ano cafeeiro 2015/16, maior volume até então exportado, quando foram vendidas 116,89 milhões de sacas de 60kg. Nesse contexto, as exportações de Suaves Colombianos aumentaram 8% e somaram 14,66 milhões de sacas; Outros Suaves 15,6% - 27,02 milhões; Naturais Brasileiros 2,6% - 35,84 milhões; e as exportações de Robusta mantiveram-se estáveis com volume de 44,93 milhões de sacas. A produção mundial do ano-safra de 2016/17 foi de 157,44 milhões de sacas. Esses dados e análises da cafeicultura mundial constam do Relatório sobre o mercado de Café - Outubro 2017, da Organização Internacional do Café – OIC, que está disponível na íntegra no Observatório do Café, do Consórcio Pesquisa Café coordenado pela Embrapa Café. Tal Relatório, entre outros, analisou a performance dos principais países produtores e exportadores no ano cafeeiro 2016/17, a saber: Brasil, Vietnã, Colômbia e Indonésia. Para matéria completa acessem https://goo.gl/4bBFRJ . Fonte: Embrapa.

A ABIC criou, em 1990, um evento para reunir anualmente os seus associados e familiares, e que rapidamente transformou-se num encontro com seus fornecedores de café, equipamentos, embalagens e serviços. O ENCAFÉ que este ano chega à sua 25ª edição. O Jubileu de Prata será comemorado de 22 a 26 de novembro de 2017. Param maiores informações acessem http://abic.com.br/eventos/encafe/encafe-2017-25-anos/ . Fonte Abic.

Instagram: mellaomartinicafe

 
Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini

 

Veja tambÉm: