Mercado

Comercialização de café do Brasil 2017/18 atinge 26%

O dado faz parte de levantamento de SAFRAS & Mercado. No último mês, a comercialização avançou em 6 pontos percentuais.

 

postado em 14/07/2017 | Há 2 meses

Porto Alegre, 14 de julho de 2017 – A comercialização da safra de café do Brasil 2017/18 (julho/junho) chegou a 26% até o dia 10 de julho. O dado faz parte de levantamento de SAFRAS & Mercado. No último mês, a comercialização avançou em 6 pontos percentuais.

As vendas estão atrasadas em relação ao ano passado, quando 32% da safra 2016/17 estava comercializada até então. A comercialização está atrás também da média dos últimos 5 anos, que é de 29%.

Com isso, já foram comercializadas 13,23 milhões de sacas de 60 quilos, tomando-se por base a estimativa de SAFRAS & Mercado, de uma safra 2017/18 de café brasileira de 51,1 milhões de sacas.

Segundo o consultor de SAFRAS & Mercado, Gil Barabach, o mercado ganhou um pouco mais ritmo nas últimas semanas, com o produtor aproveitando a melhora no preço para destravar os negócios. “É verdade que não houve uma pressão vendedora, apenas um interesse maior do lado da venda. O exportador continua trabalhando da mão para boca, enquanto a indústria local está ativa nas bebidas mais fracas”, comenta.

No caso do arábica, o produtor vendeu 25% da safra, um percentual bem abaixo de igual período do ano passado (31%) e também da média para o período do ano (28%). E a comercialização de conilon alcança 27%, contra 35% de igual período do ano passado e 33% de média histórica.

As vendas do café da safra 2016/17 alcançavam 94% da safra ao final de junho, ficando abaixo de igual do ano passado (98%) e da média para o período do ano, que gira em torno de 95% da produção.

Colheita

A colheita de café da safra brasileira 2017/18 foi indicada em 56% até 11 de julho. O número faz parte do levantamento semanal de SAFRAS & Mercado para a evolução da colheita da safra. Na semana anterior os trabalhos estavam em 50%.

Tomando por base a estimativa de SAFRAS para a produção de café do Brasil em 2017, de 51,1 milhões de sacas de 60 quilos, é apontado que foram colhidas 28,86 milhões de sacas até o dia 11. Em igual período do ano passado, a colheita estava em 58%, e na média dos últimos 5 anos para o período em 57%.

Segundo o consultor de SAFRAS & Mercado, Gil Barabach, os trabalhos de colheita de café no Brasil voltaram a avançar bem. “E continua a queixa do produtor, por conta da safra miúda, especialmente no Sul de Minas. E isso pode impactar negativamente no resultado final da safra”, comenta. Por outro lado, seguem as boas indicações para o conilon do Espírito Santo, especialmente em relação ao tamanho dos grãos.

Barabach comenta ainda que, embora a colheita tenha voltado a avançar bem, 6 pontos percentuais em relação à semana passada, os trabalhos continuam abaixo de igual época do ano passado e abaixo da média para o período.

Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS
 

Veja tambÉm: