Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ - N.Y. finalizou as operações nesta quinta-feira registrando forte baixa

 

postado em 20/04/2017 | Há 5 meses

MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.  
Sul de Minas R$ 465,00 R$ 455,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 465,00 R$ 455,00 Julho/2017 134,30 -6,35
Alta Paulista/Paranaense R$ 455,00 R$ 435,00 Setembro/2017 136,70 -6,30
Cerrado R$ 470,00 R$ 450,00 Dezembro/2017 140,25 -6,20
Bahiano R$ 465,00 R$ 455,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.  
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Futuro 2018 - 6/7-15%cat R$ 535,00 R$ 525,00 Setembro/2017 163,25 -7,65
Futuro 2019 - 6/7-15%cat R$ 570,00 R$ 560,00 Dezembro/2017 167,65 -8,20
Dólar Comercial: R$ 3,1570      

N.Y. finalizou as operações nesta quinta-feira registrando forte baixa, a posição julho oscilou entre a máxima de +1,95 pontos e mínima de -6,80 fechando com -6,35 acumulando na semana -6,95 na mesma. Liquidações de posições por parte de fundos pressionaram as cotações.

O dólar comercial fechou em alta de 0,32%, a R$ 3,1570. É o terceiro avanço seguido da moeda norte-americana, que havia subido 1,09% na véspera. Esse é também o maior valor de fechamento em mais de um mês. Em 14 de março, o dólar valia R$ 3,169. Com isso, a moeda encerra a semana com valorização acumulada de 0,35%. Amanhã, o mercado de câmbio não vai operar por causa do feriado de Tiradentes. Investidores estavam preocupados com o andamento da reforma da Previdência, mesmo após a Câmara dos Deputados reverter a derrota do governo e aprovar o regime de urgência para outra a reforma, a trabalhista. O mercado entende que a Previdência é uma das principais propostas para equilibrar as contas públicas e pode ter mais dificuldade para ser aprovada. No exterior, o mercado estava atento às eleições presidenciais na França, marcada para este final de semana. Investidores estão preocupados com uma possível vitória da candidata de extrema-direita Marine Le Pen, o que pode prejudicar a relação do país europeu com outros mercados.

Conforme indica o boletim da Somar Meteorologia, a chuva retorna a partir desta quinta-feira às áreas produtoras do Paraná, São Paulo e sul de Minas Gerais. Em três dias, a precipitação será maior entre o Paraná e o oeste de São Paulo variando entre 20 e 60 milímetros. Na Mogiana e no sul de Minas Gerais, embora a simulação COSMO-INMET indique até 20 milímetros, a distribuição espacial da precipitação será irregular. Posteriormente, retorna o tempo seco e a temperatura declina na maior parte das áreas produtoras. A partir da terça-feira da próxima semana, outro episódio de chuva acontecerá entre o Paraná e Minas Gerais. Posteriormente, a temperatura declina novamente, mas não há previsão de frio intenso em nenhuma área produtora de café.

Em seu balanço semanal de 17 a 20/04/17 o Conselho Nacional do Café (CNC) destaca a questão da renovação do parque cafeeiro e também o novo preço mínimo do café publicado esta semana de MAPA, acompanhe a matéria na integra em http://www.cncafe.com.br/site/interna.php?id=13240 : Fonte:   P1 / Ascom CNC.

O Relatório Internacional de Tendências do Café v.6 n.02 está disponível para leitura e download. Cultivo de Coffea canephora na Nicarágua, a batalha entre Nestlé e JDE, o aumento do consumo de café em Uganda e ações em prol da sustentabilidade nas cafeterias do Reino Unido são alguns destaques deste número. Leia o relatório em https://goo.gl/YGh2fP: Fonte: Bureau de Inteligência Competitiva do Café.

 
Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini

 

Veja tambÉm: